• ,Deus Ateu

,Faxina - Um conto de Marcio Tito

Atualizado: Out 29

Por Marcio Tito.

Ilustração de Marcelo Maffei.


Assim que leu as fantasias sexuais de sua própria irmã, tão detalhadamente descritas nas mensagens do Facebook de seu marido, que era cunhado da mesma, sem saber com qual significado fazia aquilo, Lena cruzou cheia de gritos o quintal e quis chorar agarrada debaixo do carro do vizinho, um Pálio duas portas.


Fora tão energicamente lançada até a soleira que, quando deu por si, após tardiamente sentir o gelado do sereno circular o seu vestido de chita, reparou ter pisado o asfalto sem usar sandálias. Com os pés imundos e gelados, observou a lua por alguns instantes.


Detida entre uma e outra estrela, a noite enluarada revelou a sujeira do chão, do carro e de seus pés. A imundice, estranhamente, reconfortou seu coração.


Ao lado de seu marido infiel, Lena adormeceu docemente embalada por uma ideia de morte e um desejo de matar.


Tivera, naquela noite ainda, uma ideia imunda e isto remediara o nó de roseira naquele peito lascado.


Na manhã seguinte, relaxada por saber o que precisava ser feito, acordou e sentiu os pés endurecidos pela fuligem que secou no suor noturno dos tornozelos e dedos, quis tomar banho logo cedo.


Assim, separou a roupa que usaria naquele dia, entrou no chuveiro e rezou junto com a água preta que dançava entre os azulejos e o ralo. Rezando baixo e conjurando muitos adjetivos, pediu a Deus que fosse justo, que fosse muito justo e que essa justiça dissesse qual a melhor direção.


Tirou o sabão do corpo com os olhos fechados e no escuro das pálpebras viu o corpo retorcido do marido infiel, em uma miragem, finalmente morto no Anhembi abarrotado.


Obstinada entrou na estação de metrô da Praça da Sé.


Pensou em fazer o que precisava na estação mais próxima de sua casa, mas um sentimento épico lhe impeliu a buscar um cenário mais opulento e “clássico”.


Antes, premeditando, se fez um agrado com um bombom de Gianduia e logo começou o serviço macabro.


Vestiu luvas. Ajustou a própria máscara e esfregou os corrimãos com leveza.


Esfregou de novo os corrimãos e quase pôde ver a cor daquilo que procurava, embora fosse coisa invisível.


Alucinadamente revisou os corrimãos e uma última vez passou aquele pano no metal frio, no chão e na máquina de refrigerantes inteira.


Ninguém achou estranho que ela, que não era e nunca fora faxineira da estação, estivesse tão comprometida com aquela atividade de limpar e dar brilho ao metal da escadaria.


Sem uniforme, se passou por “moça da faxina”. Sem uniforme, ninguém questionou com qual pano ela “higienizava” cada superfície metálica do metrô.


Aproveitando o vagão da ponta, foi para casa. Lá chegando, embora fosse começo de tarde, ele, o seu marido e também amante de sua irmã já estava atrasado para sair com o Táxi que conduzia durante a semana e aos sábados.


Saiu atarantado e ela chamou sua atenção com dissimulada preocupação - Veraldo, a máscara! Aí na cômoda. Novinha. Comprei hoje...


Ele vestiu e partiu sem beijos.


Quem sabe fosse com tanta pressa até para transar com a irmã de sua esposa, mas isso Lena não queria saber. Já lhe bastava o que sabia e tentava esquecer.


Finalmente, quando Lena ficou só, sentiu-se diante de uma matadora.


Achou graça em ter transformado a máscara de seu marido em uma arma sem vestígios. Pensou que as câmeras da estação poderiam ter captado a sua orquestração. Pensou que Deus é quem decidiria o destino de Veraldo.


Mandou um zap dizendo que, quando ele voltasse para casa, ela já teria partido para longe, para a casa de sua mãe, pois estava preocupada com algumas questões relativas ao isolamento de dona Zina.


No fundo, viajava para consolar a viuvez de sua irmã solteira. Solteira e adúltera.


Ao leitor, obrigado por ler o nosso conto.


,Sobre o autor e o Ilustrador:


Ilustração de Marcelo Maffei.

Marcelo Maffei é ilustrador e cenógrafo. @marceloonukimaffei     Conto de Marcio Tito

Marcio Tito é dramaturgo e 

editor de arte e cultura no site Deus Ateu @marciotitop  . 



Estamos em movimento. Inscreva-se hoje!

  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Twitter Icon